Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Erotismo por Manu Hawk

Uso a poesia, o erotismo, como minha voz... Calada, contida.

Erotismo por Manu Hawk

Uso a poesia, o erotismo, como minha voz... Calada, contida.

01.12.18

Asas Carnais

Manu Hawk
Asas Carnais (por Manu Hawk) Você chegou devagar, quase sério quieto, meio irônico, verdadeiro.  Revirou tudo como um furacão  e acalmou...  Que poder é esse de revirar minha alma invadir meu corpo, e sorrir?  Suas palavras tateiam minha pele  deslizam em meus seios tomam meu corpo, me queimam acalmam, adormecem e depois alçam vôo... Suas asas brilham, exalam absinto fazem querer mais, saborear mais  sentir mais e mais... Volta!  Faça-me voar, me toma por inteiro, penetra Pr (...)
12.06.14

Salve os Eternos Namorados!

Manu Hawk
  Deságua Siga a fome do teu coração esquece a razão! Tantas vezes chegou perto e depois disse não... Vai, mergulha de cabeça solta as amarras libera esse tesão crava as unhas nada com vontade nesse desejo louco e deságua entre minhas pernas. (por Manu Hawk) "Respeitem os Direitos Autorais". Incentivemos a divulgação com autoria. É um direito do criador que se dedicou a compor, e um dever do leitor que apreciou a obra". (Manu Hawk)
23.12.13

Presente Ausente

Manu Hawk
Presente Ausente (em algum natal do passado...) Esse ano não pedi nenhum presente tudo que mais desejei foi paz. Você chegou num momento carente quando não me sentia capaz. Veio com esse sorriso lindo olhar verdejantemente safado voz calma, gostosa, me seduzindo coxas musculosas, corpo (...)
23.11.13

Velho Galpão

Manu Hawk
Todo fim de tarde o mesmo trajeto do trabalho para casa, o velho galpão no caminho, e você encostado na grade conversando com amigos. Fazendo hora, jogando conversa fora, sei lá, mas estavam sempre ali.   Cortar caminho pelo terreno do galpão era a melhor opção, chegava mais rápido a rua principal. E você estava sempre ali, no meio do caminho, nunca nos falamos, apenas (...)
14.11.13

Dias de Moto

Manu Hawk
Mais um dia chegou ao fim, e mais uma vez você reclamou meu atraso da mesma forma, parado no meio do corredor da empresa, apontando para o relógio! Engraçado que essa cena se repetiu inúmeras vezes, mas você fazia das mais variadas formas, dependendo do seu humor, rs.   Dois anos se passaram, trabalhávamos no mesmo horário, morávamos no mesmo bairro, tirávamos folga juntos, saíamos com os mesmos amigos e éramos amigos, somente isso. Todos juravam que havia algo além da (...)
11.11.13

Um Dia Qualquer...

Manu Hawk
Sábado/12h30min: Acordei cansada, mais uma noite péssima, sem dormir tranqüila, insone. No banho, ainda meio lenta, apoiei as mãos na parede, cabeça baixa, deixando a água deslizar pelo corpo. De repente despertei, lembrei que dia era, sim, como poderia ter esquecido? Rapidamente acabei o banho, corri para o telefone, precisava conferir a mensagem na secretária. 13h30min: Ao ouvir aquela voz confirmando o que queria, deixei meu corpo cair sobre a cama, sorri olhando para o teto. (...)