Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Erotismo por Manu Hawk

Uso a poesia, o erotismo, como minha voz... Calada, contida.

Erotismo por Manu Hawk

Uso a poesia, o erotismo, como minha voz... Calada, contida.

23.11.13

Velho Galpão

Manu Hawk
Todo fim de tarde o mesmo trajeto do trabalho para casa, o velho galpão no caminho, e você encostado na grade conversando com amigos. Fazendo hora, jogando conversa fora, sei lá, mas estavam sempre ali.   Cortar caminho pelo terreno do galpão era a melhor opção, chegava mais rápido a rua principal. E você estava sempre ali, no meio do caminho, nunca nos falamos, apenas (...)
02.02.13

Teus Cabelos

Manu Hawk
Esse poema vai em homenagem aos dois amigos queridos que tenho, que superaram barreiras, e entenderam que o amor está acima de tudo! O amor não tem cor, não tem religião, não tem sexo, todos nós temos o direito de viver intensamente!!! Teus Cabelos Apenas um segundo foi o tempo que levou pa (...)
24.12.12

Doce-amargo

Manu Hawk
Esse delicioso gosto doce-amargo, esse perfume na boca, essa sensação de veludo entre os dentes, esse arrepio na pele, esse santo-inferno que me encontro é o resultado de provar você. (Manu Hawk)
11.07.10

Cores

Manu Hawk
  Mistura de cores odores e sabores passeio delicioso no teu corpo. Pele suada dourada acetinada retesada. Jogo de braços mãos e bocas toque suave doçura louca. Coxas roçando pernas enroscando corpos dançando penetrando gozando... Nessa louca mistura de amores que nossos sonhos insistem em traduzir em sabores odores cores!   (por Manu Hawk)
27.05.10

Brindar Você!

Manu Hawk
Especial Um brinde ao seu sorriso, um brinde ao seu corpo, um brinde ao seu olhar, um brinde à sua boca, um brinde à sua voz! Um, dois, mil, eternos brindes a você!   Passaria a vida a brindar esse sorriso que me ilumina, esse corpo que me completa, esse olhar que me queima, essa boca que me devora, esse desejo que me consome, de estar e ser por você!   Nesse momento, não vejo (...)