Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Erotismo por Manu Hawk

Uso a poesia, o erotismo, como minha voz... Calada, contida.

Erotismo por Manu Hawk

Uso a poesia, o erotismo, como minha voz... Calada, contida.

20.04.09

Devaneio

Manu Hawk
Sonhei que poderia te alcançar, tocar teu rosto, enxugar tua lágrima, ouvir tua voz, sentir tuas mãos,   molhar tua boca, apertar teu corpo num abraço forte, intenso, demorado, desejado...   Sonhei que poderia levitar, desalinhar teus cabelos, arranhar tuas costas, roçar em tuas coxas, beijar teu peito, me perder em teu sorriso, refletindo minha alma através do teu olhar!   Sonhei que poderia sonhar, ter direito aos desejos,
19.04.09

Eternamente Meu

Manu Hawk
O nome "Hawk", que uso, vem do filme "Ladyhawke" (Feitiço de Áquila), pelo qual sou apaixonada, e sempre tive vontade de criar um poema inspirado no filme, na paixão de Isabeau & Navarre. Criei o poema "Eternamente Meu" alguns anos atrás, e agora criei o videopoema de mesmo nome. São cenas do filme editadas com meu poema. O poema foi inspirado num amor puro, desejado, e jamais tocado.   (Caso o vídeo fique travando após iniciar, pare a execução e espere (...)
16.04.09

Give Me This Moment

Manu Hawk
De braços abertos corro para você para a vida que chama suplica deseja arde ama De braços abertos quero seu corpo seus braços seus olhos suas mãos sua boca língua De braços abertos sinto seu desejo sua respiração sua excitação seu cheiro seu gosto pulsando fundo Vem... Não peça, cessa sem pressa, essa tara! Mata essa ansiedade rasgada, suada de ter você amado amigo! (por Manu Hawk - 16/08/2004)
14.04.09

Tato Virtual

Manu Hawk
Esse poema foi escrito uns anos atrás, mas volto com ele hoje por um motivo especial, alguém que me fez lembrar o quanto gostoso é viajar nas palavras excitantes e deliciosas, aquelas que fluem, que são precisas e certeiras, nos fazendo sentir cada toque, cada gosto. Tato Virtual Ler você é puro tesão! Que dom é esse que possuis, provocando arrepios ao digitar? Fico imaginando esses dedos teclando meu (...)
13.04.09

Sede de Você

Manu Hawk
Queria ser líquida, para escorrer em cada pedacinho do teu corpo. Queria ser mineral, para me beberes com vontade. Queria ser o mar, para tuas mãos brincarem soltas, onde nadarias incansavelmente, e por fim darias o mergulho mais profundo, onde o prazer não teria limites! Depois deixarias teu corpo solto, boiando nesse mar aberto, pronto para te receber novamente! (por Manu Hawk)
04.01.09

Tato Virtual

Manu Hawk
Esse poema foi escrito uns anos atrás, mas volto com ele hoje por um motivo especial, alguém que me fez lembrar o quanto gostoso é viajar nas palavras excitantes e deliciosas, aquelas que fluem, que são precisas e certeiras, nos fazendo sentir cada toque, cada gosto. Tato Virtual Ler você é puro tesão!